Publicidade

Publicidade

  • ùltimas

    segunda-feira, 8 de abril de 2019

    Casal de pastores são presos acusados de contratar assassino para matar inquilino


    Nesta última quinta-feira (4), um casal sendo eles pastores evangélicos acabaram sendo preso sob a acusação de contratar o criminoso Wellington da Silva Gomes, de 34 anos, para matar o trabalhador rural Luciano Pessote, de 42 anos.

    O crime aconteceu no dia 7 de março de 2018, no distrito de Deserto, em Guarapari, no Espirito Santo, vem a tona pouco mais de um ano após. 

    A polícia acredita que a motivação do crime tenha sido para que os acusados conseguissem uma parte de um terreno que havia sido dividido entre eles. Segundo o delegado Franco Malini, a polícia esteve empenhada investigando o caso desde o ano passado.



    O delegado disse ainda que o casal de pastores, Ediana Luzia Frontini, de 46 anos, e o marido, Adriano Welten Faiolli, de 36 anos, tinham uma dívida trabalhista com a vítima e que havia um terreno em Guarapari que foi dividido e passado para Luciano como pagamento da dívida. Na época, tanto o casal de pastores, quanto Luciano, a mulher e o filho dele, um bebê que hoje tem pouco mais de um ano, moravam no terreno. 


    O delegado explica que Ediana e Adriano não queriam mais que Luciano tivesse a parte do terreno e começaram a dificultar a moradia, chegando a cortar água e luz da casa de Luciano. "Primeiro Wellington deu um tiro nele (Luciano), que estava passando de moto. A vítima caiu e Wellington chegou a espancá-la. Luciano morreu por traumatismo craniano”, detalhou Malini.




    “Luciano morava com a esposa e um filho de pouco mais de um mês quando foi morto. Inclusive, no dia em que o crime aconteceu, ele havia levado a criança para fazer o teste do pezinho. Não conseguimos comprovar o pagamento do serviço (assassinato), mas a ligação entre o crime e os pastores foi comprovado porque eles pagaram o advogado de Wellington, mesmo alegando não tendo vínculos com ele”, afirmou o delegado Franco Malini. 


    Wellington teria sido contratado pelos pastores um mês antes do crime e também estaria vigiando os passos de Luciano. Segundo o delegado, os três acusados foram presos e autuados por homicídio.

    Os três acusados foram transferidos para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Guarapari na manhã deste domingo (7).




    • Blogger Comments
    • Facebook Comments

    0 comentários:

    Enviar um comentário

    Item Reviewed: Casal de pastores são presos acusados de contratar assassino para matar inquilino Rating: 5 Reviewed By: Lethicia Cruz
    Scroll to Top